segunda-feira, 31 de maio de 2010

Cabelos bonitos no outono/inverno

Postado por Camila às 10:24
Reações: 
Primeiramente quero pedir desdesculpas por nao ter postado ontem. Acabou q nao tive tempo, pois nao parei um minuto do dia em casa. Rss

Mas hj, o post prometido ta ae ;D


Enquanto os hábitos de verão costumam ressecar os cabelos, os de outono e inverno tendem a deixá-los mais oleosos. A lista de possíveis problemas conta ainda com madeixas enfraquecidas e caspas, que levam ao aumento da queda. Os culpados são menor número de lavagens, banhos em temperatura elevada, secador muito quente, uso de gorros.
"Os hábitos que aumentam a oleosidade podem levar à dermatite seborreica, começando desde uma simples seborreia, que é a gordura excessiva do couro, passando por vermelhidão, maior inflamação e, então, descamação, a famosa caspa", disse o dermatologista Arthur Tykocinski, diretor da Sociedade Internacional de Transplante Capilar. "No início do período frio e seco, o couro cabeludo costuma ressecar. Em seguida, produz mais oleosidade, o que é necessário. Quando o calor começa a voltar, o nível de oleosidade está maior e demora um pouco a voltar ao normal, deixando evidente o excesso."
Para afastar os problemas típicos das estações frias, dermatologistas e terapeutas capilares listaram sete dicas simples. Vale ressaltar que podem ser colocadas em prática até mesmo ao longo do ano todo. Confira:

1) Lave os cabelos diariamente
Nas estações mais frias, as pessoas costumam lavar menos os cabelos, o que não é interessante. De acordo com Tykocinski, higienizá-los diariamente é o ideal, porque elimina o alimento dos fungos: o substrato (sebo) do couro cabeludo. Se forem secos, aí pode investir na lavagem em dias alternados.
Use xampu específico para o tipo de suas madeixas, sendo que quem tem propensão à caspa e ao acúmulo de gordura deve aplicá-lo duas vezes seguidas. A dica de Maria Claudia Bellotti, terapeuta capilar do Centro Capilar Sheila Bellotti, do Rio de Janeiro, é apostar em produtos diferentes para os fios e o couro cabeludo. Por exemplo, xampu para cabelos oleosos na cabeça e, hidratante, na cabeleira.
Maria Claudia ainda sugere alguns tratamentos aos incomodados com a oleosidade e a dermatite seborreica, realizados em 12 sessões: peeling, neve carbônica (utiliza ativos secativos com gelo seco, que faz o peeling) e argiloterapia (máscara de argila verde ou negra, de acordo com o caso).

2) Higienize os fios pela manhã
Lavar os cabelos à noite definitivamente não é um hábito benéfico. Dormir com os fios molhados faz com que demorem mais a secar, favorecendo a proliferação de fungos. Além disso, existe a possibilidade de deixá-los "amassados" ao acordar. O que, venhamos e convenhamos, ninguém quer.

3) Evite banho quente
Por mais gostosos e relaxantes que sejam os banhos quentes típicos dos dias de temperatura baixa, não beneficiam de forma alguma a cabeleira. Costumam causar irritação e, consequentemente, aumento na produção de oleosidade. Ainda têm o poder de formar bolhas nas estruturas dos fios, que os deixam enfraquecidos e quebradiços.
Lave os cabelos com água morna, entre 26°C e 30°C. Mas como saber se a temperatura está ideal? A alternativa do dermatologista Marcelo Bellini, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), é fechar o banheiro e observar o espelho. Se ficar muito embaçado, é porque está alta, por volta de 45° a 50°. O correto é que embace ligeiramente.

4) Não passe creme no couro cabeludo
A meta é deixar as madeixas sedosas e hidratadas, certo? Mas isso não significa que deve passar cremes e condicionadores inclusive no couro cabeludo. É que os cosméticos nessa região se transformam em alimento aos fungos e causam irritação. Espalhe-os apenas ao longo dos fios, a partir de 3 cm de distância da raiz.

5) Seque bem os cabelos
O clima frio costuma prolongar o tempo de secagem da cabeleira. A umidade é mais um fator que propicia ambientes favoráveis à proliferação dos fungos. Portanto, não descuide desse detalhe.
O médico Tykocinski ensina que se deve secar bem com a toalha, sem friccioná-la muito, com o intuito de afastar o risco de machucar a fibra do cabelo. "Basta secar 70% da umidade, não é necessário retirá-la por completo", afirmou. Vale investir no secador, principalmente nas áreas próximas à nuca e às orelhas. Mas com ressalvas. Se estiver muito quente, pode queimar o couro cabeludo, causar irritação e descamação, além de formar bolhas nos fios, fragilizando-os.
O secador tem de fazer bastante vento e estar morno. É interessante que mulheres de cabelos compridos, finos e que lançaram mão de processos químicos, por exemplo, passem algum protetor térmico. Alguém com madeixas curtas e grossas não precisa desse cuidado.

6) Não abuse de bonés e gorros
Os gorros e bonés são uma ajuda e tanto para afastar o frio. No entanto, deixam a cabeça abafada, como os fungos gostam. Sendo assim, não abuse desses acessórios.

7) Mantenha a alimentação balanceada
Os cabelos são indicadores de saúde. Isso porque são supérfluos ao organismo. Quando algum nutriente está em falta, os fios são uma das primeiras partes que deixam de recebê-lo e perdem a beleza. Portanto, fica mais do que claro que uma alimentação desbalanceada reflete nas madeixas, assim como em todo o organismo.
Investir em comidas gordurosas e se esquecer de colorir os pratos com hortaliças, costumes típicos de outono e inverno, prejudicam. Pense nos fios também antes de fazer qualquer dieta restritiva que se diz milagrosa.


0 comentários on "Cabelos bonitos no outono/inverno"

Postar um comentário

Oiii, é um prazer ter vc no nosso blog! Deixe a sua opinião sobre esse post!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Cabelos bonitos no outono/inverno

Primeiramente quero pedir desdesculpas por nao ter postado ontem. Acabou q nao tive tempo, pois nao parei um minuto do dia em casa. Rss

Mas hj, o post prometido ta ae ;D


Enquanto os hábitos de verão costumam ressecar os cabelos, os de outono e inverno tendem a deixá-los mais oleosos. A lista de possíveis problemas conta ainda com madeixas enfraquecidas e caspas, que levam ao aumento da queda. Os culpados são menor número de lavagens, banhos em temperatura elevada, secador muito quente, uso de gorros.
"Os hábitos que aumentam a oleosidade podem levar à dermatite seborreica, começando desde uma simples seborreia, que é a gordura excessiva do couro, passando por vermelhidão, maior inflamação e, então, descamação, a famosa caspa", disse o dermatologista Arthur Tykocinski, diretor da Sociedade Internacional de Transplante Capilar. "No início do período frio e seco, o couro cabeludo costuma ressecar. Em seguida, produz mais oleosidade, o que é necessário. Quando o calor começa a voltar, o nível de oleosidade está maior e demora um pouco a voltar ao normal, deixando evidente o excesso."
Para afastar os problemas típicos das estações frias, dermatologistas e terapeutas capilares listaram sete dicas simples. Vale ressaltar que podem ser colocadas em prática até mesmo ao longo do ano todo. Confira:

1) Lave os cabelos diariamente
Nas estações mais frias, as pessoas costumam lavar menos os cabelos, o que não é interessante. De acordo com Tykocinski, higienizá-los diariamente é o ideal, porque elimina o alimento dos fungos: o substrato (sebo) do couro cabeludo. Se forem secos, aí pode investir na lavagem em dias alternados.
Use xampu específico para o tipo de suas madeixas, sendo que quem tem propensão à caspa e ao acúmulo de gordura deve aplicá-lo duas vezes seguidas. A dica de Maria Claudia Bellotti, terapeuta capilar do Centro Capilar Sheila Bellotti, do Rio de Janeiro, é apostar em produtos diferentes para os fios e o couro cabeludo. Por exemplo, xampu para cabelos oleosos na cabeça e, hidratante, na cabeleira.
Maria Claudia ainda sugere alguns tratamentos aos incomodados com a oleosidade e a dermatite seborreica, realizados em 12 sessões: peeling, neve carbônica (utiliza ativos secativos com gelo seco, que faz o peeling) e argiloterapia (máscara de argila verde ou negra, de acordo com o caso).

2) Higienize os fios pela manhã
Lavar os cabelos à noite definitivamente não é um hábito benéfico. Dormir com os fios molhados faz com que demorem mais a secar, favorecendo a proliferação de fungos. Além disso, existe a possibilidade de deixá-los "amassados" ao acordar. O que, venhamos e convenhamos, ninguém quer.

3) Evite banho quente
Por mais gostosos e relaxantes que sejam os banhos quentes típicos dos dias de temperatura baixa, não beneficiam de forma alguma a cabeleira. Costumam causar irritação e, consequentemente, aumento na produção de oleosidade. Ainda têm o poder de formar bolhas nas estruturas dos fios, que os deixam enfraquecidos e quebradiços.
Lave os cabelos com água morna, entre 26°C e 30°C. Mas como saber se a temperatura está ideal? A alternativa do dermatologista Marcelo Bellini, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), é fechar o banheiro e observar o espelho. Se ficar muito embaçado, é porque está alta, por volta de 45° a 50°. O correto é que embace ligeiramente.

4) Não passe creme no couro cabeludo
A meta é deixar as madeixas sedosas e hidratadas, certo? Mas isso não significa que deve passar cremes e condicionadores inclusive no couro cabeludo. É que os cosméticos nessa região se transformam em alimento aos fungos e causam irritação. Espalhe-os apenas ao longo dos fios, a partir de 3 cm de distância da raiz.

5) Seque bem os cabelos
O clima frio costuma prolongar o tempo de secagem da cabeleira. A umidade é mais um fator que propicia ambientes favoráveis à proliferação dos fungos. Portanto, não descuide desse detalhe.
O médico Tykocinski ensina que se deve secar bem com a toalha, sem friccioná-la muito, com o intuito de afastar o risco de machucar a fibra do cabelo. "Basta secar 70% da umidade, não é necessário retirá-la por completo", afirmou. Vale investir no secador, principalmente nas áreas próximas à nuca e às orelhas. Mas com ressalvas. Se estiver muito quente, pode queimar o couro cabeludo, causar irritação e descamação, além de formar bolhas nos fios, fragilizando-os.
O secador tem de fazer bastante vento e estar morno. É interessante que mulheres de cabelos compridos, finos e que lançaram mão de processos químicos, por exemplo, passem algum protetor térmico. Alguém com madeixas curtas e grossas não precisa desse cuidado.

6) Não abuse de bonés e gorros
Os gorros e bonés são uma ajuda e tanto para afastar o frio. No entanto, deixam a cabeça abafada, como os fungos gostam. Sendo assim, não abuse desses acessórios.

7) Mantenha a alimentação balanceada
Os cabelos são indicadores de saúde. Isso porque são supérfluos ao organismo. Quando algum nutriente está em falta, os fios são uma das primeiras partes que deixam de recebê-lo e perdem a beleza. Portanto, fica mais do que claro que uma alimentação desbalanceada reflete nas madeixas, assim como em todo o organismo.
Investir em comidas gordurosas e se esquecer de colorir os pratos com hortaliças, costumes típicos de outono e inverno, prejudicam. Pense nos fios também antes de fazer qualquer dieta restritiva que se diz milagrosa.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oiii, é um prazer ter vc no nosso blog! Deixe a sua opinião sobre esse post!

 

Lindas Meninas Copyright © 2009 Girl Music is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez